Testando a nova ponta da Capézio Brasil a “New York”, minha experiência!


Olá pessoas queridas!

Vim aqui hoje contar por escrito como foi minha experiência em sala de aula com a nova sapatilha da Capézio Brasil o modelo “New York”, e aproveitei para comparar com o modelo que uso da Gaynor Minden.

Vamos ver o que eu achei, mas antes preciso esclarecer algumas coisinhas para ficar mais claro tudo o que estou dizendo tá?

A Gaynor Mindem é uma marca de sapatilhas, e acessórios, que tem um monte, centenas de modelos. Como assim?  A Gaynor é uma sapatilha que a bailarina faz o molde do seu pé, pede seu peso e estatura, sua força e para a qual até sua experiência e técnica contam para seu melhor desempenho com a sapatilha. Você escolhe o grau de flexibilidade ou “dureza”, tamanho da caixa (espaço onde ficam os dedos até quase o metatarso), a altura da gáspea (da caixa), a altura do calcanhar, e a largura da sapatilha. Ou seja, mil opções.

Eu escolhi a gaynor rosa (intermediária em felxibilidade), com alturas regulares de gáspea e calcanhares, largura média, e box 4. A mais regular possível. Porque é a que eu uso e acho a mais confortável possível para mim.

Estou super acostumada com ela, tenho um trabalho diário de tecnica e treinos, tornozelos fortes e alongados, meia ponta de trabalho em pontas alta (subir e descer das pontas mantendo tornozelos alongados e dedos alongados durante o exercício e não apenas o subir na meia ponta).

Além disso tudo a Gaynor não vem com nenhuma costura e as fitas e elásticos por eles vendidos vem inteiros para que a bailarina faça sua melhor opção de onde e com costurá-los. Uma coisa muito boa, pois com o tempo cada bailarina vai se adaptando e desenvolvendo seus “tiques”de como gosta delas costuradas e como se sente mais segura e confortável para seu desempenho.

Pois bem a Capézio Brasil lançou um modelo de pontas que se chama “New York”, referência direta à sapatilha que acabo de falar e com mais investimento em estudo e ergonomia de todas as sapatilhas que tem hoje para oferecer.

Decidi experimentar para ver se é ou não uma opção mais em conta e nacional para nós!

Vai lá!

  • Capézio “New York”:

* Bonita – sim

* flexível – sim

* confortável – sim

* valor: super acessível,  na loja da Capézio: R$173,80

* Vem com fitas de elástico (excelente para não apertar sem necessidade o calcanhar de aquiles evitando futuras lesões, e deixando a fita mais confortável em nosso tornozelo, podendo ajusta-la sem deixa-la muito apertada ou frouxa). Porém já costuradas. Eu amo costurar minhas pontas, me deixa mais centrada, me permitindo entrar em meu nirvana pessoal e me concentrando para o que vou fazer com elas. Eu amo costurar minhas pontas.

* Elásticos – vem cortados em 4 o que faz com que vc os costure como uma sapatilha de meia ponta, em X. Eu particularmente não gosto. Prefiro o enlace do tornozelo, evita que a sapatilha saia do pé. Antigamente os elásticos não era tão bons (flexíveis e com resistência ao mesmo tempo, ou era um ou outro), então uma alternativa era fazer um laço de elástico na costura de trás e passar a fita por dentro para que a sapatilha não escorregasse e saísse do pé, principalmente para poder passar pela meia ponta. Se eu pudesse sugerir algo, sugeriria que a Capézio mandasse o elástico que acompanha a sapatilha sem estar cortado, permitindo que cada bailarina o costurasse como fosse de sua preferência…

* ponto mais que positivo: ao comprar a sapatilha a fita e elásticos estão inclusos no valor já pago, muito bom!

* não tem opção de flexibilidade é aquele modelo e ponto.Ou seja, para quem usa as flexibilidade de rosa a verde da gaynor, talvez não seja uma alternativa… As pessoas podem acha-la molde demais ou realmente ela puxar para o calcanhar, uma vez que a sapatilha muito flexível dificulta a manutenção do tornozelo alongado em seu grau máximo, tirando-o da direção dos dedos e trazendo-o para trás, o que “tira” a bailarina do eixo ideal.

* base da caixa muito reta. Esse é um ponto que eu terei que experimentar mais para poder falar mais sobre o assunto. O que de um lado permite maior estabilidade quando estamos em cima da ponta pode facilitar uma escada na “descida” para a meia ponta e calcanhar. Algumas bailarinas escorregam com mais facilidade, o que pode dependendo do que ocorrer no momento, não facilitar a descida pela meia ponta (o que exige um pouco mais de controle técnico) fazendo passar pelo piriquito (quando o pé fica com aspecto do bico do papagaio, rsrsrsr), ou escorregar mesmo (sem o controle do tronco pela manutenção do abdomen que sustenta a coluna dar certa instabilidade na descida). Mas para dizer mais sobre isso preciso usar mais! (COMPARANDO: A gaynor tem o acabamento da caixa de estabilidade menos reta, o que permite o deslizamento dos dedos como controle da caixa, mas de modo algum a Gaynor facilita a meia ponta, é preciso trabalho do corpo todo assim como exige o ballet.)

Comparativamente achei uma excelente opção.

Mais barata, mais bonita e com boa tecnologia. Mas depende de cada bailarina. Eu vou usar a minha e conto depois para vocês o que achei com mais uso!

Na minha fã page do facebook tem eu ao vivo testando as duas! Da uma espiadinha e me fala o que achou! Eu aceito sugestões e questões sobre o que quiser sugerir!

Aqui eu experimentando de fato a New York: https://www.facebook.com/karenribeiroballet/videos/vb.340131526067348/1136273973119762/?type=2&theater&notif_t=like&notif_id=1474057974200025

E aqui eu com uma Gaynor do modelo que prefiro: https://www.facebook.com/karenribeiroballet/videos/vb.340131526067348/1136286049785221/?type=2&theater&notif_t=like&notif_id=1474058917594586

Fiquem atentos ao meu canal no You Tube: https://www.youtube.com/channel/UC1-BRe9Y3x26Y-FiRooHPcw  onde falarei mais sobre sapatilhas, curiosidades, e tudo o que for de ballet por experiência!!! Aceito sugestões!

Tem meu instagram onde posto diariamente snapsintas das aulas e de curiosidades da minha rotina de bailarina adulta!

Espero de verdade que eu tenha ajudado vocês!

E dancem, dancem muito! Isso transforma nossa vida!

Beijão a todos e obrigada por tanto carinho e reconhecimento!

Karen

 

14195956_10154144984104006_7745034259481223068_o

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Sou condutora da Tocha Paralímpica! Muita emoção e honra!


É com muita emoção e orgulho que compartilho com vocês uma oportunidade única!

Fui selecionada entre milhares de indicados para ser uma das 745 pessoas a conduzirem a #TochaParalímpica #Rio2016 !

Como isso aconteceu?

Lá no começo do ano, o Banco Bradesco abriu uma sessão para que as pessoas indicassem quem elas achavam que as inspirava ou as representava para conduzir a Tocha nas Olimpíadas Rio 2016! Pois bem! Eis que uma aluna amiga me indicou… e justo ela com tanta história de superação! Aqui a história que ela contou:

“Minha professora de balé, a Karen Ribeiro, tem quase 40 anos e nasceu com um problema congênito, tem uma perna menor do que a outra que a princípio a impossibilitariam de dançar, contrariando todas as expectativas hoje ela é uma das melhores bailarinas do Brasil, até aí tudo bem se não fosse pelo fato de que ao querer dançar ela viu que poderia ajudar outras várias mulheres a realizarem os seus sonhos, independente da idade, corpo, doenças que porventura já tenham tido.

Ela então montou uma escola, onde ela ensina mulheres de todos os tipos a realizarem o seu sonho, a vencerem os seus preconceitos, a confiarem em si mesmas, a terem coragem de se superarem, de se respeitarem, enfim de se amarem mais.

Sou grata a ela que aos 58 anos, com problemas visuais e vindo de um câncer, me colocou no palco dançando nas pontas junto com o seu Corpo de Baile feito de gente muito especial, todas diferentes, mas com uma única certeza a de que a Karen leva muito a sério o nosso sonho.”

O nome desta linda mulher é Celina Dicolla!❤ Gratidõa eterna por termos nossos caminho cruzados! Elas faz muito por todas as bailarinas adultas: recebe nossos convidados em sua casa e os cuida como a de um filho. Tem uma filha linda que faz parte do #GrupoKR que se apresenta como companhia experimental, e inclusive ela já ete oportunidade de dançar nas pontas junto com sua filha… ao vê-las juntas todos se emocionaram!

Para mim o que significa a condução da #TochaParalímpica:

Ana Botafogo, que dispensa apresentações e tem todo meu meu révérence, assim como Claudia Mota (primeira bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, conduziram a Tocha Olímpica! Destacam-se como os atletas de ponta de nosso amado Brasil quem suas performances cujos tempos e perfeição nos afetam com inspiração e nos permitem sonhar com busca tão alto nível. Representaram os jovens e nem tão jovens bailarinos em perfeitas condições virtuosas para alcançarem recordes jamais pensados, dentro de nossa amada arte.

Pois bem… os atletas #paralímpicos se superam e tem índices tão altos quanto os atletas olímpicos, porém com suas dificuldades físicas e intelectuais não conseguem os índices iguais aos de cima, porém conseguem índices muito maiores que qualquer mortal perfeito que amador ou não, não conseguiria chegar aos índices de uma Olimpíada.

E eu a KR do Ballet Adulto representarei a nós mulheres, que com nossos corpos, idades e dificuldades da vida adulta, com superação de deficiencia físicas, doenças, dificuldades sociais, econômicas e emocionais, estamos ali, diariamente buscando esses índices cada vez melhores em nosso desempenho nesta arte amada. Isso me dá mais fôlego para ir além! Nos dá um lugar único neste lugar chamado mundo!

A toda bailarina adulta meu révérence pela busca diária pela superação e conquista.

Eu conduzirei essa tocha com o maior orgulho do mundo e serei uma colcha de retalhos de histórias de superação e de vida!

Espero todos vocês para estarem ao meu lado no dia 04 de setembro, domingo, no parque Ibirapuera!

Onde receberei meu uniforme a amada #TochaParalímpica :

Local: Escola Municipal de Astrofísica
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, s/n, portão 10 – Parque do Ibirapuera
Horário: 15:30

Meu ponto do revezamento da #chamaparalímpica #transformação (a mensagem que a chama traz para São Paulo)
Data: 04/09/16
Cidade: São Paulo
Número de identificação: 086.
Referência: Poste de luz ao lado do orelhão Vivo
Horário de partida (previsão): 17:35

Vamos lá dá força para que esses atletas continuem lutando e inspirando com suas conquistas, nos mostrando que deficiencias e dificuldades servem para nos tornarmos mais fortes e humildes!!!

Posso contar com sua presença na minha condução? Já estou emocionada!!!❤

Espero todos vocês!!!❤

Um beijo muito carinho, um abraço de puro reconhecimento e gratidão, KR

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

1º de setembro – Dia da Bailarina !


Gente é tanta coisa acontecendo!!!

Então vou começar parabenizando todas nós bailarinas:

Ela não tem linhas, ela não é magra, ela tá velha, ela não nasceu pro ballet.
Ela busca suas linhas, ela tenta alcançar um peso possível, ela não sabe a idade que tem, ela quer DANÇAR ballet.
Ela não quer fazer “ginástica”.
Ela ama e respeita o ballet. Ela não apelida o que faz. Ela o quer na sua essência mais pura.
Se inspira nas melhores e nos melhores.
Ela quando tá bailarina é um pouco egoísta, e fica nela, numa espécie de nirvana pessoal.
Ela vive sua dança, e o ballet para ela não é estilo de vida, é filosofia de vida.
Ela reverencia seus maestros, que por sorte e competência tem os melhores ou já os teve ao seu lado.
Ela é bailarina.
Gorda, velha, torta… Mas quando ela dança… Ela é seu coração em cena. Ultrapassando limites, amando cada detalhe, sendo princesa ou vilã, camponesa ou serva.
Na verdade ela não quer nada além de dançar…
Ela é bailarina!

Feliz 1o de setembro, dia da bailarina!

#bailarinaaos40 #balletclassico #filosofiadevida#alienadasim #balletlifestyle #classicalballet#balletadultokr #seusonholevadoaserio

14117834_10154104477844006_7379291646292002030_n

Minhas KRs lindas, mulheres bailarinas! Dani, Aline, Carla e Cris!❤

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Workshop de ballet adulto!


O “BalletAdultoKR – Seu sonho levado a sério” e o Mundo Bailarinístico se uniram para oferecer a 1a Edição de um Workshop super especial para quem tem interesse por Ballet Adulto.

Seu sonho BAILARINÍSTICO levado a sério!

Acontecerá no dia 28/08/2016 (domingo), das 10h as 14h
Local: BalletAdultoKR – Seu sonho levado a sério (São Paulo)
Programação:
* 1h / 1h30 – Introdução teórica
* Localizando o “Ballet Adulto” na história do ballet clássico a partir da minha (Karen Ribeiro) vivência.
Dados históricos e um pouco da minha história.
Coffe Break: Apoio “You Deserve Dessert”
* 2h de aula:
1. O que são os movimentos do ballet na barra e no centro, para que servem, e qual o objetivo a ser trabalhado em cada um deles (aula teórico-prático)
2. Sequência simples no centro para que elas experimentem de fato tudo aquilo para o qual reordenaram / reorientaram os movimentos em seus corpos.

O workshop será ministrado pela Karen Ribeiro (idealizadora do Ballet Adulto KR e do evento) e o participante ganhará uma Bailarinice Surpresa no dia do Workshop.

A cobertura fotográfica desse dia lindo será feita pela Fotógrafa Silvia Lagnoli.

Valor: R$75,00
Endereço: Alameda Sarutaiá, 113-B, Jardins (próximo ao metro Brigadeiro)
Informações: mundobailarinistico@gmail.com
Inscrições Online: http://www.loja.mundobailarinistico.com.br

Espero todos vocês!

* Para quem nunca fez e quer ter sua primeira experiência com o ballet clássico.

* Para quem já começou mas quer um explicação bem detalhada da origem do movimento, para o que serve e como fazer.

* Para quem quer conhecer meu trabalho.❤

* Para quem, mesmo já fazendo ballet há muito tempo, quiser pensar nos princípios norteadores do movimento, e se possibilitar novas conquistas.

* Para quem quiser se proporcionar 4 horas de trocas e ballet clássico de verdade!!!

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

1º Seminário Internacional de Ballet Clássico – Boris Storojkov


Em julho realizaremos o primeiro Seminário Internacional de Ballet Classico – BalletAdultoKR®!

Seminario Boris
De 21 a 31 de Julho de 2016.
14h – Curso para professores
(bailarinos inscritos no valor integral também podem participar)
Metodologia Bournonville
Ministrante: Diretor metodológico do KR maetsro Boris Storojkov (Rússia)

De 21 a 31 de Julho de 2016.
Curso de Ballet Clássico Avançado e Intermediário:
Ministrantes:

Etoille e maestra Ady Addor (21 e 22/07 às 19h)
Maestro Boris Storojkov
Maestra Natasha Zemtchenkova (Rússia)

De 21 a 31 de Julho de 2016.
Curso de Pas de Deux
Ministrantes
Boris Storojkov
Davi Sgarbi
Karen Ribeiro

De 21 a 31 de julho de 2016.
Curso de Ballet Clássico Adulto Iniciante
Ministrantes:
Karen Ribeiro (noite)
Carlos Oliveira (manhã / noite)
Norma Duarte (manhã / noite)

Com datas ainda a confirmar:
Curso de moderno com Letícia do Carmo
Curso de contemporâneo com Irupê Sarmiento

31 de Julho de 2016 – encerramento:
“Gala Boris Storojkov” – Teatro Brigadeiro
(participantes inscritos dançam seus trabalhos lapidados durante o curso)

Alternativa Joinville, para os amantes da arte de verdade!
Valores do Curso:
Integral – todos os dias com mostra: R$500,00
Integral (alunos KR matriculados): R$350,00
Curso para professores – sem mostra: R$350,00
Diária (fazer todas as aulas de apenas 1dia) – R$100,00
Aulas avulsas: R$70,00 (cada)

Audição para bolsa:
(serão dadas bolsas integrais, de 50% e 20%)
Nesta quarta-feira, 06 de julho, às 19h
Inscrições: balletadultokr@gmail.com (envie seu nome completo, idade e breve histórico de sua atuação na dança)

Agende-se.
Informações: balletadultokr@gmail.com.br

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Entrevista para o KR Fãs – Ayalla Feitosa


 

Ter seu trabalho reconhecido é uma honra.

Ter ainda alguém que dedique seu tempo a organizar suas fotos, suas histórias, conversar com você e se interessar por você… essa honra e essa responsabilidade apenas aumentam!

Minha querida Ayalla Feitosa é a organizadora responsável pelo meu fã clube, e vive me presenteando com seu carinho e de quebra ainda me mostrando a alcance de nosso trabalho dedicado ao ensino de ballet clássico para adultos com qualidade e seriedade.

Esta é a Fã page: https://www.facebook.com/karenribeirofas/?fref=ts

E ela me fez uma entrevista, quer conferir?

Segue:

  1. O que o ballet significa para você?

O ballet não é só o meu trabalho. O ballet é a arte que alimenta minha vida em todos os aspectos: emocional, espiritual, físico, financeiro e social. É a minha filosofia de vida.

Ao estuda-lo como bailarina me permite uma reconstrução diária de meu físico, um aquietamento mental (quase que um estado meditativo), um desafio constante e uma superação diária.

Ao estuda-lo como professora me permite um aprofundamento nas questões da compreensão do como ensinar cada passo, a descompo-lo (o passo) para facilitar a compreensão muscular bem como já pensar no que aquele passo vai se transformar ou agregar para formar algum outro… e mesmo o que é necessário construir antes para atingir aquele objetivo ou maturidade muscular para o refinamento técnico objetivado. Ou seja ser professora me permite ir além no estudo da técnica do ballet.

Ao estuda-lo como empresária me permite permear sonhos e realidade. Ir entendendo quem é meu aluno e como conduzir a construção da seriedade que a arte requer, bem como propiciando um espaço de saúde e arte. Afinal meu publico alvo, o adulto, tem características diferenciadas do que é usual em termos de “studios de dança clássica”. Tem rotatividade maior de alunos, seus compromissos, prioridades, tempo, condições financeiras e sociais, e mesmo assim me propor a ensinar ballet de verdade.

2. Desde quando você se inspirou pelo ballet?

Nunca parei para pensar nisso… desde muito pequena tive o privilégio de ter sido apresentada a esse meu grande amor! Como diria meu amigo… seus olhos brilham tanto quando vc fala nesse tal “Ballet”…

3. Qual é o seu ballet favorito?

Meu ballet favorito é aquele que estou estudando no momento… Gosto de esmiuçar todas as caraterística de cada personagem que compõe a história daquele ballet, sua época, o tempo no qual foi montado, como foi a união musical e coreográfica, para quem ele foi montado originalmente, como eram os bailarinos e quem eram eles… Estudar o significado de cada braço, de cada olhar de cada movimentação de cada pantomima… Estudar as montagens de cada grande companhia de ballet, e de preferencia estudar o que os diretores e coreógrafos sugeriram, como construíram os cenários, quais as propostas…

Hoje estou encantada com “A Bela Adormecida”!

4. De todas as personagens que você já dançou, qual é a sua favorita?

Como disse do ballet acima, serve também para as personagens.

Mas tenho um carinho muito especial pelo meu “cupido cubano”, minha “Esmeralda” e claro minha amada “Kitri”…

Mas hoje estou em caso sério de amor com “Aurora”…

5. Você sonha dançar alguma personagem ou ballet, qual?

Sonho sim… só não sei se este sonho eu realizarei… sonho com “O Lago dos Cisnes”… a personagem Odille/Odette.

6. Porque você escolheu ser professora de ballet para adultos?

Na verdade eu acho que eu nunca escolhi. Ser professora de ballet para adultos me escolheu.

Aconteceu naturalmente.

Ao querer voltar a dançar com um corpo de baile que fosse compatível comigo, precisava criar uma escola na qual pudesse desenvolver uma única linguagem. E ser então um conjunto harmonioso e coerente.

Como é em toda grande companhia de ballet, eles tem uma escola por traz, que possibilita a construam da coerência que desejam expressar na traduzo da arte em seus corpos e movimentos.

7. Como foi para ter seus objetivos e sonhos levados à sério? O que teve de enfrentar?

Na verdade a gente se constrói. Para sermos levados casario temos primeiramente que nos levar a serio, mesmo que a idéia que desejemos lançar seja considerada por todos uma loucura, um devaneio. Temos que investir seriamente, tempo, emoção, trabalho, muito trabalho.

Depois você começa a fazer seu caminho. Ah o caminho.

Mas quem trabalha seriamente reconhece um trabalho serio, e passa a trabalhar junto.

As pessoas que se associaram a mim ao longo de todo esse caminho são pessoas que levam a arte do ballet muito a sério. O balletzão de verdade mesmo.

E isso hoje em dia está muito difícil de encontrar… a seriedade. A humildade em ser aluno de seus mestres, de respeita-los e aprender a essência do que mandam. A humildade para remodelar nossos corpos, mesmo que isso seja uma eterna busca.

Hoje conto com a melhor equipe que ja sonhei ter… So de ter Ady Addor ministrando minhas aulas, chega a me emocionar.

Sou só gratidão.

Se tivesse que passar tudo o que passei para ter esse momento que estou vivendo hoje de crescimento… viveria todas as dores, todos os risos, sem problema algum.

E sede firme. O ballet nunca terá dó de você. Ele vai te desafia a desistir com força incalculável… qual será a sua força para desapegar das emoções e focar no trabalho árduo e sem nenhum glamour por trás das cortinas?! Aqui seu diferencial vai começar.

8. Na sua opinião quais são os fatores fundamentais que levam adultos à atigirem um nível quase profissional, como as suas alunas que se apresentam em vários espetáculos maravilhosos?

Minha chatice. kkkkkkkk

To brincando.

O ensino de um modo geral no Brasil é muito sucateado.

Vejo meninas com pouquíssima experiência na área (seja qual for) indo “ser professor”.

Aqui busco enviar de verdade o mínimo escondido através dos passos, para que meus alunos redescubram seus corpos, se desapeguem das emoções que seus músculos retesados guardam, se possibilitem o saber da essência.

Dar aula não é apenas mostrar a sequencia. É ensinar o mínimo, o refinamento do movimento. e para isso é preciso muito estudo, não apenas o superficial.

Ofereço aos meus alunos a seriedade do ENSINO. Conto com os melhores professores do Brasil e do mundo norteando meu estudo (e de minha equipe), lapidando-me como bailarina adulta, para que eu possa no meu corpo redescobrir/descobrir os caminhos que ensinarei aos meus alunos.

Como me proponho a montar ballet de repertório, a minha paixão oficial, e os levo a serio por demais e tenho infinito respeito, procuro ensinar aquilo que estudo e vivencio.

Acho muito complicado ensinar aquilo que não se vivenciou, se perde em essência e estilo. Por isso aceito o chicote que for de meus maestros para pode vivenciar na alma aquilo que desejo ensinar. Estudo aprofundado e não superficial. Dedicação minha exclusiva a isso.

Talvez isso seja o diferencial. (bem como minha formação no todo)

9. Você tem algum conselho para dar as mulheres que sonham em ser bailarinas?

Estudem. Se desconstruam, se possibilitem de verdade o conhecimento. Busquem incansavelmente o ballet de verdade é duro e difícil. Teremos mais desafios superados do que acertos aplaudidos. Não podemos ousar julgar, porque onde há julgamento há estancamento do saber, e com isso não se aprende.

E se seu professor esta pegando no seu pé e o levando a sério, saiba que ele esta acreditando que você pode. Eu quando estou ensinando sou de uma seriedade que as vezes ate me convenço, rsrsrs. E essa seriedade não pode ser comparada com brabeza. Pelo contrario é o estado de concentração que almejamos para entender o porque que o aluno não esta entendendo. Há necessidade de se entender a rígida disciplina que precisa ser vivida, pois apenas assim você conseguira adentrar nas profundezas de sua musculatura e desenvolver o necessário para o ballet acontecer.

Mesmo que seja apenas por hobby, por “Lazer”, para um momento seu… tem que ser bem feito!❤

Ayalla, muito obrigada pela oportunidade de dividir com vocês um pouquinho da minha paixão me palavras!

Com carinho,

Karen

IMG_0549

Seja sempre melhor que sua melhor desculpa!!!

 

Você quer conversar comigo? Tem interesse que eu esteja no seu evento?

Tem interesse em montar um curso em sua cidade ou escola?

Sou e somos super acessíveis e viajamos o brasil para encontrar com você!

É só entrar em contato:

e-mail: balletadultokr@gmail.com ou studio@anaesmeralda.com.br

Facebook: https://www.facebook.com/silvakaren , https://www.facebook.com/Ballet-Adulto-BALLETADULTOKR-124236430953852/ , https://www.facebook.com/karenribeiroballet/

Instagram: @krballet

 

beijo grande,

KR

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Maio – mais um mês para valorizar quem quer se valorizar!


Tentamos sempre fazer que seu espaço de arte e saúde exista mesmo em meio a crise!

Nosso espaço de arte se destina a ensinar ballet clássico de verdade para adultos.

Há 7 anos estamos nos especializando em melhorar a forma como oferecemos nossas classes para que seu aproveitamento seja intenso e aqui você possa desfrutar de momentos de arte e saúde.

Os níveis de básico 1 foram pensados para quem nunca fez ballet e precisam além de conhecer os passos, desconstruir uma postura muscular e fortalecer as musculaturas que o ballet clássico requer.
Para isso temos um trabalho de fortalecimento e alongamento que antecede as turmas de básico 1 a iniciante (com excessão das aulas de técnica em pontas, que são normalmente dadas por mim e com a acompanhamento de pianista), baseados na barra solo e pilates.

Todas as aulas que oferecemos tem 1h30 de duração.

Caso você se matricule em uma classe mas não consiga vir na aula, você pode repor sua aula, usando a grade de horários que preferir!

Você já faz ballet? Ou já fez?
Para quem nunca fez e para deseja retornar!

Nossa metolodogia é o ballet!

Para as aulas de avançado temos os melhores maestros do Brasil e do mundo (Ady Addor nossa maestra residente, e convidados como Liliane Benevento, Katiah Rocha, Paulo Vinícius, Boris Storojkov, Natasha Zemtchenkova, entre outros!), acompanhado das pianistas Rosely Chamma e Angela W..

Para as demais classes professores em constante atualização e estudo para garantir que você desfrute de um aprendizado sério e de qualidade direcionado ao adulto! Somos Karen Ribeiro, Carlos Oliveira e Norma Duarte.

Agende sua aula experimental e aproveite nossa promoção de maio! (11) 3884.4430

E-mails: studio@anaesmeralda.com.br / balletadultokr@gmail.com

Esperamos vocês!!!
#balletadulto #balletparaadultos #balletparatodos#aulasdeballetparaadultos #bailarinaaos40#vemaprenderadancarconosco #vemdancarconosco#bailarinaaos40 #mulheresnoballet#mulherescompontas #mulherescomsapatilhas#homensnoballet #homenscomsapatilhas#balletadultokr #seusonholevadoaserio

ana e karen promoção

Oferecemos também classes de contemporâneo e yoga iniciantes! Ligue para saber mais!

Caso você ainda seja adolescente e tenha interesse em fazer aulas conosco, nos ligue ou escreva! Caso você goste do nosso espaço e aulas, da nossa seriedade e qualidade, e se sinta a vontade em estar entre nós, nós escreva ou ligue, será um prazer recebe-los!!!

beijo grande,

Karen Ribeiro

Direção artistica

BalletAdultoKR® – Seu sonho levado a sério

(11) 3884.4430 – balletadultokr@gmail.com ou studio@anaesmeralda.com.br

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized