Ela Começou ADULTA!!! Com vocês, no palco: MARCELLE!!!


Olá Bailarinas e bailarinos!

Levamos ao longo de nossa vida muitos estigmas explicitos e implícitos: gorda demais, baixa demais, torta demais, bonita demais, feia demais, alta demais, magra demais, loira demais, morena demais, inteligente demais, burra, lenta, rápida, submissa, autoritária, calada, falante… defeitos que veem em nós, defeito que pomos em nós, até qdo amamos, quando não amamos… e quem melhor que nós os adultos para conseguirmos em algum momento expor tudo isso de uma forma revolucionária…

 

Mesmo que essa forma seja revolucionária apenas para nós, buscando realizar sonhos, correndo atrás de desejos…

 

Só digo que superar nossos próprios estigmas é nosso maior desafio, transforma-los em algo bom, em uma conquista diária e de grande satisfação…

 

No palco: MARCELLE!!! – DESIGNER DE MODA, BAILARINA E PIANISTA…  

“Sempre fui uma criança gordinha…não obesa, tinha (tenho ainda) um rosto redondo que me rendeu o apelido de “cara de lua cheia”. Meu biotipo foi minha cruz na infância, as crianças me detonavam com apelidos, me excluíam das bricadeiras da escola e eu boba, voltava pra casa chorando.
Recordo de um episódio em que a professora distribuía os pares da festa junina…o garoto que ela selecionou pra dançar comigo era o “bonitinho popular” da turma. Eu bem me lembro da cara de desespero dele ao saber que ía dançar com a rechonchuda! Na primeira oportunidade ele chamou a professora e pediu pra dançar com a menina que estava na outra ponta! Assim que a professora autorizou, ele foi correndo, todo apressado como se estivesse fugindo de mim…imagina como eu me senti?
Tinha apenas 6 anos, e já me achava uma aberração, piorou tudo depois deste episódio! A menina pra quem ele correu não era bonita, era chata e briguenta, mas era magra, magricela…
Pra completar, sobrou o aluno novo – esse sim não era cheinho, era obeso mesmo! e a professora o colocou como meu par. Foi o suficiente pra ouvir um coro de risadas que ecoava pátio a fora…as crianças diziam: “olha! O gordo com a gorda, deu certinho”, mas quem mais se divertiu com a situação foi o “bonitinho popular” que não economizou chacotas. Pra mim, foi a pior humilhação!
Eu tinha muiiita vontade de entrar pro ballet, sentia que tinha alguma habilidade principalmente com relação à flexibilidade. Enquanto criança, assisti algumas aulas, até encarei uma aulinha no municipal de Santos…mas nunca me permiti matricular em um curso regular por achar que estava fora do padrão, e que por isso não tinha capacidade. Por vezes pedia pra minha mãe e minha vó me levarem pra assistir aulas de ballet e, mesmo com elas insistindo pra que eu participasse da aula, eu ficava só olhando, morrendo de vontade, com um nó na garganta…mas continuava me achando imensa, diferente e ridícula (sim, eu era uma criança e já pensava dessa forma).
Cresci, emagreci, engordei de novo…e um dia olhando minhas fotos de infância percebi o quanto eu era tola! nunca fui magricela, mas também não era imensa, estava longe de ser uma criança obesa!
Pensei quanto tempo eu perdi por causa da opinião desconstrutiva dos outros! e finalmente minha ficha caiu!
Ano passado, aos 21 anos, decidi entrar no ballet! fiz somente um bimestre pra experimentar…e amei (não podia dar outra!!!) as aulas me ajudaram a enxugar 6 quilos, mas ainda estou 10 quilos acima do meu peso ideal.
Este ano me matriculei pra valer, tenho dificuldades pois peguei uma turma mais experiente, o peso às vezes me limita…porém, aprendi que minha limitação pode ser superada, e o que vem dos outros não me afeta mais!
Não tenho aquele pescoço comprido, ombros estreitos, nem colo de pé…estou longe do biotipo perfeito de uma bailarina, mas recebi elogios sobre minha linha e meu alongamento. Ainda no início desta semana durante uma aula experimental em outra academia o professor disse que eu tenho pernas bonitas, e repetiu o elogio no fim da aula! Sei que tenho uma postura legal, meus movimentos são delicados…são coisas que estavam adormecidas dentro de mim, que eu fiz questão de esconder com medo de parecer ridícula.
Marcelle… estamos apenas esperando sua foto de bailarina!!!!
O que eu acho mais legal é que não precisei de curso pra aprender estas coisas, é como se eu descobrisse uma pequena aptão! Algo que nasceu comigo, características que muitas magrinhas por aí não conseguem demonstrar.

É gratificante demais pensar que aprendi tanta coisa sem ter feito um curso pra valer, só assistindo e babando naquelas aulas! Vou continuar no meu curso, vou emagrecer (até mesmo pela minha saúde!) e vocês ainda terão notícias no dia em que eu subir na ponta! =D

Nunca deixem que a opinão dos outros as desanimem, façam o quiserem fazer em PRIMEIRO LUGAR PARA SI MESMAS!!! Ninguém merece nossas lágrimas, não vale a pena desistir de nossos sonhos por conta do que os outros pensam ou deixam de pensar. As pessoas não se aproximam de quem não tem amor próprio…Se você se ama, e confia em si, automaticamente o mundo lhe retribuirá com coisas boas!!!!”

MARCELLE E SUA BELEZA!

MARCELLE E SUA BELEZA!

OBRIGADA MARCELLE!!!

 

BEIJOKAS A TODOS, TIA KÁ!

6 Comentários

Arquivado em Uncategorized

6 Respostas para “Ela Começou ADULTA!!! Com vocês, no palco: MARCELLE!!!

  1. Débora

    A Marcelle é lindaa!!

    ADOROOO SEU BLOG KÁ, ele é lindo e estimulante…

  2. lancelloti

    oláa. estou comentando no login do meu outro blog, mas estou adicionando vc no Meia-ponta, meu blog de ballet adulto. http://www.meia-ponta.blogspot.com (adicionarei no outro tb)
    beijos!!

  3. LINDA, LINDA, LINDA! assim mesmo, com letras garrafais!! eh mais uma guerreira q merece minha admiraçao e respeito! Me identifiquei com ela, meu problema era q eu sempre fui magra demais, e ganhava apelidos como “cambito”, “olivia palito”, a “mais feia da classe”… e da-lhe crueldade da criançada… O episodio do par na festinha da escola eu vivi na pele!! Mas nada melhor do q a maturidade pra ajudar a gente a entender as coisas com mais clareza, e superar! Comecei no ballet com 25 anos, estou com 28 entrando nas pontas! Nao tem emoçao maior!
    bjos pra autora do blog e pra Marcelle tb!

    PS: tah linkada!!

  4. marcellita

    UAUUU
    Tô súúúper feliz em ver minha história registrada aqui!
    Obrigada pelo carinho meninas!

  5. Nossa fiquei super orgulhosa da marcelle, pois foi comigo que ela recomeçou depois de adulta, e não sabia quão grande era sua vontade e desejo pelo ballet.
    A única parte ruim, foi que ela mudou de cidade, mas espero que em sua nova escola ela esteja se realizando.
    Beijoss querida!!!
    Tatí Pimenta.

  6. heydi

    Sabe Marcela, só agora púde ler com tempo sua historia, tentei deixar um depo no seu perfil, mas n tenho permissão, rs, então aqui vai.,…………………………..Que volta por cima hei?

    Nós temos uma visão deturpada por nós. Não sei o que se dá, mas a gente se pega mais na opinião, chacotas, indiretas dos outros do que a nossa properia percepção do que somos.

    Eu sempre FUI bonitinha, nagrinha(magricea), POPULAR.

    um belo dia eu ENVELHECI………………………….. estou bem hj,……………………….mas “pesou” .

    Sofri, chorei, me escondi.

    Hoje não. Sou discreta no falar, vestir e articular. Tenho medo de parecer ridicula, perua, vulgar. Tenho 3 filhos e quero a admiração de eles.

    Sou feliz e completa em dançar BALÉ. Subir na ponta é um extase. Me cuido mais. Me corrijo mais.

    SOU MAIS FELIZ ……………….rsrsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s