Sou bailarina.


Criança, adolescente, adulto, idoso. Tem idade para ser bailarina?!

Não, não tem idade para ser bailarina.

“Ser bailarina” é muito mais do que abrir um grand ecart a 180 graus, ou mesmo ser flexivel e alongado. É muito mais do que ter eixo (facilidade para giros) e ser magra. É muito mais do que andar de coque e roupa de ballet.É mais, MUITO MAIS.

“Ser bailarina” é um ESTILO DE VIDA. É ter disposição todos os dias a melhorar aquilo que você pode ter julgado bom desempenho no dia anterior. Ser bailarina é dedicar-se, é respirar ballet.

Daí você se pergunta… ah mas daí tem que viver para isso, eu tenho que trabalhar…

Mas você pode muito bem ser bailarina e não exercer a profissão bailarina. Muitas bailarinas e bailarinos que exercem essa função às vezes podem apenas estar bailarino e não ser.

Você não está entendendo?!

Vou tentar explicar…

Se vocÊ está lendo esse meu texto sabe muito bem que eu dou aulas de ballet clássico com foco no adulto, principalmente aquele adulto que quer iniciar o ballet clássico. Hoje eu tenho uma escola de formação em ballet clássico para adultos. Mas de qualquer forma eu me capacito diariamente a ter a possibilidade de dar aulas de formação em ballet clássico para todas as idades, mas meu foco é o adulto.

Mas não necessariamente dar aulas de ballet é formar bailarinos. No meu caso é.

Porque. Porque Ballet Clássico é arte. É necessário muito mais que fazer plies para esse plie entrar no tempo musical, como se as notas musicais estivessem saindo pelos poros do bailarino e tocando os olhos de quem o assiste. E essa arte requer mais que um treino físico.

Então eu procuro formar amantes do ballet clássico capazes de transformar movimentos em sonhos. Como diria a minha maestra, quem vai assistir a um ballet vai se transportar para um mundo de sonhos durante algumas horas. E nesse momento ele precisa ser encantado com a capacidade dos bailarinos da ultima fila do corpo de baile ao principal em transformar sua realidade em sonho, em leveza, em momentos inebriantes!

E para isso existe uma essencia… uma busca, constante.

Meus alunos são bailarinos. Conheço cada um, cada endehor, cada musculatura, cada sorriso, cada forma de pensar, penso junto com eles… se eu tenho poucos alunos… não, não tenho poucos (graças a Deus) mas eu não penso nessa quantidade e sim vejo cada aluno como unico, e dou a ele tudo o que sei como a um primeiro bailarino em formação… Não que eu seja uma primeira bailarina, mas graças a Deus em meus 25 anos de ballet clássico tive a oportunidade de ter sido “treinada” com alto grau técnico, para ser solista, e que me garantiu uma história que eu nunca pretendi mas que aconteceu. Mas nõa aconteceu por que eu tava parada. Aconteceu porque alguém acreditou em mim, mesmo com todas minhas particularidades, enxergou em mim uma artista e investiu e nessa contrapartida eu respondi com meu suor, com meu choro, com minha alegria, com minha dor, com sim meus momentos de sofrimento e de vontade de jogar tudo para o alto, mas o ballet não é para fracos (no sentido emocional).

O ballet clássico (falo como se fosse uma entidade, né?!) é um desafio constante. A perfeição técnica é inatingível até para o nível de qualidade técnica da Svetlana Zakharova… E olha que para uma mortal como eu ela é já uma perfeição inatingível.

O ballet clássico requer o seu empenho diário e a sua dedicação em transformar seu corpo e possibilitar que ele realize movimentos dificilimos que inclusive desafiam a gravidade… e o mais difícil de tudo, ele precisa encantar. Pois cada passo cada compasso corresponde uma interpretação, um sentimento, um desempenho artista.

Ele te desafia, te cansa, te exaure não apenas fisicamente, mas emocionalmente. Parece que ele quer sugar toda a sua essencia para que quando você dance essa essencia exploda em movimentos, em respiração, em leveza, em graça, em ARTE.

Ahhh, mas eu to velha, ou to gorda ou sei lá… sou baixinha, sou en dedans, sou sei lá o que eu sou. Me importa a seguinte: VOCÊ QUER SER BAILARINA?! Você topa o desafio de transformação que o ballet te faz?!

Não pode ter medo. Mas pode temer. Porque é assustador, deliciosamente assustador o que você pode fazer quando se decide a ser e não a estar.

Daí você pensa mas tem milhares de pessoas que tentam, tentam e nunca conseguiram. E eu pergunto: MAS ESSA PESSOA QUIZ DE VERDADE? Ela aceitou o desafio de APRENDER A APRENDER?! Porque um bailarino vai passar a vida toda aprendendo independente da idade e do tempo que tem de função nesta área. O bailarino tem que dar o seu melhor todo dia, tem que ter humildade de errar, porque você vai errar e vai nõa saber todos os dias. O bailarino vai ter que se calar para poder pensar e transformar o pensamento em ato.

E eu posso garantir que essa é a maior dificuldade do bailarino. O resto a gente treina, alonga, molda o corpo.

E vou te dizer hoje foi o dia em que todos tentaram fazer eu parar. Mas eu não para eu aceito o desafio. Se mesmo após uma seuqencia belíssima de fuettes eu ouvi que minha bunda é muito grande e eu jamais serei capaz de fazer essa sequencia de forma bela, eu vou dizer sempre fui surda a quem me disse na vida que eu não iria conseguir. Eu não desisto simplesmente porque é difícil ou porque as pessoas estão acostumadas a pensar em padrões que realizam coisas e outros padrões não realizam.

É isso que eu falo: eu vou fazer, eu aceitei o desafio que minha maestra me deu no dia em que eu entrei na sala de baby class (ela fazia questão de acompanhar todas as crianças do baby ao primeiro ano e depois do quinto e daí para frente) e disse ao meu pai que ela queria me formar. É esse desafio aceito que eu estou aceitando de novo aos 34 anos voltando a treinar como bailarina de alto padrão tecnico. Invisto nisso.

E sabe porque eu re-comecei?! Porque meus alunos pediram para eu não parar de dançar… Porque eu invisto em meus alunos um a um como se fosse o único aluno que eu tivesse e dou a ele aquilo que posso e sempre me empenho a dar ainda mais todos os dias para que ele seja BAILARINO.

E eles são. Todos os alunos do BalletAdultoKR® são bailarinos. Respiram, estudam, se dedicam, se propuseram a mudar posturas diárias, a mudar corpos, a dar leveza. Aceitam o desafio de se passar por ridículos para aprenderem a transformar sonhos em realidade… pois é isso que fazemos para nossa plateia, concretizamos seus sonhos, e nesse caminho realizamos os nossos.

Mas e se ele não quiser ir ao palco?! Não precisa! Tornar possível fazer ballet clássico e ser bailarino nõa precisa ser subindo no palco… pois nosso maior palco é nossa vida.

Mas e se eu quiser fazer apenas como atividade física? Ok! Vamos ver se voCê nõa vai se apaixonar pois tem repetições e sequencia cansativas que só por muito amor!!! rsrsrs Mas bora lá, se permita encantar… Pois eu vou ser muito sincera… se alguém procurou o ballet clássico ele quer muito mais que uma atividade física… ele também quer uma atividade para o seu coração… para sua alma.

Se eu me acho?! E faço meus alunos se acharem?! DE FORMA ALGUMA, pois PARA SER BAILARINO VOCÊ PRECISA SER HUMILDE. Você tem que construir etapas de desenvolvimento. Você tem que aceitar que você não é aquilo que desejava ser e então a partir daí se transformar no que deseja, mesmo que essa transformaçõa não tenha fim! Essa é a graça, o desafio diário…!

Se você nõa é humilde, você adoece, seja emocional ou fisicamente. E nõa é o que proponho. Proponho ao meu aluno primeiro se conhecer. E quer arte melhor que esta que te põe em contato direto com você mesmo e te “auto-desafia” para você começar a se conhecer?!

Porque de verdade, não tem como mudar aquilo que você não conhece… Eu não transformo ninguém… minha função como professora é te INDICAR O CAMINHO.

beijos iluminados com olhos marejados,

Tia Ká

Minha maestra Natalia Zemtchenkova e eu (Karen Ribeiro) antes de uma de nossas aulas! Ela me ajuda a me transformar a cada dia na bailarina Karen Ribeiro! Obrigada Maestra, amor.

47 Comentários

Arquivado em A DANÇA: BALLET CLÁSSICO SEMPRE!, aulas de ballet clássico, bailarina, ballet, ballet adulto, ballet adulto iniciante, ballet clássico adulto, blog de ballet, Cartas a uma jovem e adulta bailarina!, Diário de uma professora de BALLET CLÁSSICO PARA ADULTOS..., Histórias de vida de bailarinas adultas e reais!, Uncategorized

47 Respostas para “Sou bailarina.

  1. Marianna Afonso

    voce é demais Tia Ka!! Suas palavras sempre me emocionam!!

  2. Sammya Freitas

    Que lindo! poderia resumir esse post em uma só palavra: inspirador!!!! me identifiquei em algumas partes…rs!

    bjs

  3. Eu ia desligar o computador para ir à terapia, mas vi o link e não podia sair sem antes ler… Meus olhos também marejaram. Lindo lindo lindo texto! O ballet nos diz quem somos, não é? E só sendo bailarina para entender. Quanto mais o tempo passa, mais aumento o meu respeito pela arte quem me mostra, todo dia, que posso ser quem eu quiser. Eu só preciso querer e, mais do que isso, se comprometer. Ballet não é mesmo para os fracos. Só mesmo com muita força e amor.

    Beijos.

  4. Percebeu que eu escrevi errado em várias partes, né? A revisora sempre adormece quando me emociono, hehehe. Mais beijos.

  5. É, o ballet não é fácil não. Muitas vezes eu pensei em desistir, tanto antes quanto agora. É difícil, é desafiador é, muitas vezes, frustrante (especialmente se você for uma perfecionista como eu), mas eu acho simplesmente impossível não se apaixonar pela arte que é o ballet clássico (pra mim uma entidade SIM, muito maior do que qualquer coisa).

    Mais do que isso, acho que o ballet me mudou completamente. Não só em questão de corpo, postura e tudo o mais. Mas em relação a mim mesma. Sempre fui tímida, cedi a vontade alheia, jamais me valorizei como deveria. Hoje posso dizer que sou muito confiante. Não uma confiança arrogante, mas uma confiança que eu sempre deveria ter tido. Não ando mais olhando para o chão, estou feliz com o meu corpo e como eu sou, me arrumo mais, acordo e durmo me sentindo bem comigo mesma, não importa se eu estou linda pra ir para a balada ou se passei o dia de pijama em casa.

    Engraçado que agora também não me preocupo mais se estou acima ou abaixo do peso se sou alta ou baixa demais, o que importa é que faço ballet por amor… Se vou exercê-lo como profissão ou não, são outros quinhentos…

    Acho também que é por isso que eu amo tanto o BalletAdultoKR. Ninguém faz nada lá sem uma dose cavalar de amor pela arte e isso é lindo demais de se ver.

  6. Anita

    Eu amo pessoas verdadeiras. Eu amo pessoas com alma de criança. Eu amo pessoas que sabem escrever. Eu amo pessoas que sabem dançar. Eu amo pessoas que sabem ensinar. Eu amo pessoas que sabem ainda mais como aprender. Eu amo pessoas talentosas. Eu amo pessoas que pensam nos outros. Eu amo pessoas que matam o ego todas as manhãs só pelo prazer de começar tudo de novo. Eu amo pessoas que não usam de hipocrisia em seu cotidiano. Eu amo pessoas que sabem reconhecer talento até onde ele ainda nem nasceu. Eu amo pessoas que conhecem o verdadeiro sentido da palavra amizade. Eu amo pessoas que cruzam o olhar comigo e leem um livro. São poucas as pessoas que amo. Te amo Ka.

  7. DÉBORA RODRIGUES MAIA DE SOUZA

    Ka me emocionei, me tocou profundamente…………. muita luz sempre pra ti..beijos

  8. Carina

    Sua linda!! É muito especial pra mim já… desde o primeiro contato
    Beijos

  9. Primeiramente, preciso fazer uma menção à “entidade ballet clássico”. Me diverti com essa alusão, mas é bem por aí! Existe algo mágico, de respeito e veneração por essa tal entidade. Seja lá o que for, seja lá como cada um de nós vemos, o ballet, para mim, é como estrelinhas-num-céu-de-interior: uma imensidão de beleza inexplicável (e incomparável)! 😉

    Não pude estar presente nas aulinhas dessa semana e da semana passada, mas mal posso esperar pela minha terça que vem!!! Coisas de bailarina… estou de tornozeleira. (rs)

    Para vcs, um BEIJO e um QUEIJO. Nem preciso dizer que é con vinho, né, Ká? Sim, afinal, bailarinas tb são filhas de Deus!

    Embora, num palco, pareçam anjos de Deus!

  10. Dry

    Ká me emocionei com suas palavras!!!Poxa vc soube expressar divinamente akilo q nós alunas (e tbm muitas professoras) sentem!!!A cada novo post, a cada coisa q eu leio aki eu me fascino mais pelo “mundo do ballet classico”, me apaixono mais por sua história e busco aki forças para continuar seguindo buscando a cada dia conseguir ter um pé mais esticado, um tendu mais trabalhado, um jeté mais forte e controlado enfim….É aki q eu busco “forças” para tornar meu sonho em realidade!!!!!!

    Enfim, Karen querida PARABÉNSSSSSSSSSSSSS!!!Sou sua fã, já sabe né? rs…Continue sempre passando para nós essa força!!!Tenho muita vontade de te conhecer e de fazer suas aulas tbm! 😦
    Bjossssssssss….

  11. Juliana Loyola

    Olhos marejados tb… é impressionante, Ká, vc não precisa dizer que cada alun0 é único pra vc e que vc conhece cada particularidade de cada um… seus olhos já dizem isso todos os dias! E isso me inspira demais! Inspiração para ir todos os dias ao Studio, me redescobrir, descobrir, aos poucos perder o MEDO, e transbordar ARTE. Saio das aulas um pouco frustrada por não ter conseguido executar vários passos, feliz por ter conseguido executar alguns, ouvindo a música dentro de mim, cheia de dores, mas o mais importante é que saio com menos medo, uma outra Juliana volta pra casa e principalmente muito, mas muito feliz! Quero isso para sempre! Vc, e o BALLETADULTOKR, acionou a arte dentro de mim, e isso está me transformando a cada dia! Aprender a ser balilarina todos os dias e ter vc como maestra é umas das melhores coisas que aconteceu na minha vida! Como sempre palavras sábias!
    Com amor,
    Ju Loyola

  12. Marília

    Ká, lindo texto.

    Só bailarinas mesmo pra entenderem o poder de transformação do ballet em nossas vidas.
    Apesar de toda dificuldade de se começar já adulta, cada conquista é realmente celebrada como tal.
    Me agradeço todos os dias por ter tido a iniciativa de começar!

    Bjos

  13. Danielle Alves

    Texto maravilhoso! Escrito com a alma. Não havia dado conta que vc só tem 34 anos de idade cronológica, mas com certeza, com espírito amadurecido de mutio mais anos.
    Linda sua foto com a maestra. Fico com água na boca de um dia poder conhecer essa escola que desperta bailarinos em sua essência. Adorei o convite que me fez de fazer uma aula com vcs. Já gostava dos paulistas, agora mais ainda sabendo que aí em sampa, existe alguém que respira ballet.
    Te admiro e vou guardar esse convite para a ocasião.
    Beijos da bailarina fono que a cada aula de ballet, ousa viver o sonho!!

    (tarde? será mais se começar amanhã. Lembra?)

    • BalletAdultoKR

      Dani, Marilia, JU, Dry, MIrelli…! ❤ ❤ ❤ ❤

      "da bailarina que a cada aula de ballet ousa viver um sonho"
      "apesar de cada dificuldade cada conquista é celebrada como tal"
      "redescobrir, descobrir, aos poucos perder o medo, e transbordar arte"
      "buscar a acada dia ter um pé mais esticado, um tendu mais trabalhado, um jete mais forte e controlado…"
      "ballet para mim é uma imensidão de belesa, inexplicável e incomparável"

      E vai me dizer que essa pessoas que disseram isso nõa são bailarinas, só porque são adultas e começaram agora???? POr favor, VOCÊS SÃO BAILARINAS, TEM ALMA DE BAILARINAS E DE ARTISTAS!!! POR ISSO O MEU SONHO TAMBÉM SE REALIZA!!!

      AMO CADA UMA DE VOCÊS!!!!

      beijo grande e iluminado,

      Tia Ká

  14. Lindooo que texto!!! Por isso que eu leio seu blog, e fico muito feliz com essa idéia, porque eu sou uma bailarina adulta também, e a dança faz parte dos meus movimentos!!!
    Fiz um blog inspirada, e coloquei o sei como os que acompanho 😀 depois a uma olhada la! Bjusssssssss
    http://bailarinahtri.wordpress.com/

    • BalletAdultoKR

      OLá minha linda!!!

      Obrigada pela indicação!!!
      Meus textos vem de dentro e da experiencia em sala de aula, no palco e na vida!!!
      Seja muito bem vinda!!!

      beijo grande e iluminado,

      Tia Ká

  15. Tammy Senra

    Tia Ká 😉

    Suas palavras sempre me emociono! Estou em lágrimas aqui! Ler seus textos é sempre uma inspiração para querer a cada dia mais o Ballet e não desanimar nunca!

    Continue escrevendo, dançando e quando for a SP de novo, quero bater um papo com você! =)

    Beijos!!!!!

  16. Dru

    Simplesmente lindo!
    Parabéns pela capacidade de transformar sentimentos em palavras!
    Um grande abraço baiano,

    • Karen querida, maravilhosa, inteligente, sensível e humilde, escritora sincera, cheia de vida, de verdade de quem vive com amor e autenticidade.
      É fantástico poder ler teus pensamentos que são profundamente vividos em tua prática.
      Tuas alunas também escrevem coisas importantes,bonitas e emocionantes.
      Cada frase é uma reflexão que conduz , por iluminadas estradas , a quem le o que escreves.
      obrigada , mil vezes, um milhão de vezes por tua disposição, por tua escrita, por tua arte, enfim, por tua capacidade de amar.
      adorei tua foto com a tua maestra. tu és muito linda !!!!!posso copiar para meu blog, com uma explicação sobre teu trabalho?Na foto do meu blog, em que aparecem as alunas fantasiadas para o carnaval, eu sou aquela que está sem máscara e com mas floras na cintura. assim quando um dia nos encontrarmos vai ser fácill me reconheceres. obrigada pelos comentários que deixaste por lá.
      beijos sempre emocionados, da
      rosa

      • BalletAdultoKR

        Rosa……. :ó)

        onnnnn… obrigada… mas eu também sou dura na queda! Mas amo de paixão a profissão de ser guia na estrada de realizar sonhos!
        Claro que pode meu amor, cite meu blog e leve a tantas bailarinas a nascer ou já nascidas a certeza de que é possível ser aquilo que nos propomos ser!

        Beijos muitos emocionados…

  17. Karen,

    Nossa, demais hein? Fantástico o que vc escreve, é a única pessoa que conheço com tanta experiência e foco em adultos… Aqui no Rio de Janeiro eu queria que tivesse alguém como vc, com todo esse foco em sonho, adultos, etc etc. Você conhece? Poxa, ia ser o máximo.

    Eu queria te perguntar 1 coisa. Eu fazia parte da comunidade do orkut “Ballet Adulto”, acho que vc tb fazia parte, estou errada? Bom, tinha uma Ká lá e eu remeti a vc! E essa Ká dizia que soube de uma pessoa que começou a estudar ballet já adulta e conseguiu seguir carreira em companhia. Se for vc essa pessoa, vc poderia me dizer quem é essa pessoa?

    Obrigada por tudo,
    Giselle

  18. Deixa eu colocar melhor. O que eu gostaria de saber é se vc sabe quem é a bailarina adulta citada que conseguiu entrar pra uma cia msm dpeois de adulta! hehe bjs

  19. Horroroso

    Lindo de mais!!!!! Até chorei !!! Parabéns pelo ótimo blog continue assim!!

    Se tiverem tempo visitem esse outro blog tb super incrível!!

    http://luizabandeira.blogspot.com

    Bjinhos

  20. Giselle

    Oi, Karen! Mas então, essas pessoas que foram pra essas companhias são homens né? Homens podem começar mais tarde um pouquinho né! Ou tem mulher tb nesses amigos seus?

    Eu fui lá nesse blog que vc falou.. Vi a história de um bailarino de 43 anos que começou com dança oriental, é ele?

    Brigada, querids!

    • BalletAdultoKR

      GI, é uma mulher na inglaterra….

      E desde que abrimos o precedente de formaçõa para adultos também temos que desenvolver esse mercado de trabalho, seja como bailarinos, seja como professores!!!

      beijo grande amor meu!!!

  21. Iara Nóbrega

    cadê você que não posta mais? 😦

  22. Jaqueline

    Nossa, to aqui chorando com esse post. Que maravilhoso, que lindo, que tudo!!!!! Comecei o ballet aos 31 anos, tem apenas 4 meses, estou amando e lendo coisas como essas, me inspiram mais ainda. Acho que to vivendo o ballet, além das aulas, busco ler mais e mais, treino em casa, mesmo com toda a dficuldade e penso: será que um dia chego lá??? Minha flexibilidade é péssima, pense numa pessoa enferrujada rs rs. Tenho dificuldades com a coordenação de braços e pernas, mas não vou desistir. É uma pena que aqui em Brasília não existe nenhuma escola de formação para adultos, mas minha professora é ótima e tenho aprendido bastante. Nunca pensei que fosse uma arte tão difícil e tão apaixonante. Parabéns pelo seu trabalho tão grandioso

    • BalletAdultoKR

      Obrigada Jaqueline querida!!!

      Pedras no caminho nos ensinam a ficar mais atenciosos e fortes, e nos fazem aprender a andar com mais segurança.
      Eu nunca digo a nenhum aluno que será fácil superar-se a cada dia, porém posso dizer que VALE A PENA.
      E eu sei que cada um que entra naquela sala pode ficar a cada dia melhor!!!

      beijo grande,

      Karen RIbeiro

  23. Ana

    Meu Deus eu quase chorei qdo li isso.Pq sempre tive o sonho de fazer balé classico, mas o tempo foi passando e cada vez mais me achava velha pra fazer isso.Da ultima vez q tentei percebi q o professora não acreditava muito em mim, por não conhecer nenhuma tecnica, evidente q para eles é muito mais facil treinar aquele q já tem um conhecimento. Os professores de ballet em sua grande maioria não querem ter trabalho, pois é muito desgastante envestir em alguém q nada conhece, ainda mais qdo já adultos.Digo isso pq eu percebia isto durante as aulas, a diferença no tratamento, maior atenção pra quem ja conhecia e cada vez q eu saia da aula me sentia um um lixo, vontade de chorar em pensava “nunca vou apreender isto, “qtas tentativas frustantes” .Mas msm assim eu continuava, sempre fui muito esforçada, me dedicava, e prestava o maximo da atenção, pensava depois “Não vou desistir, pq desistir é sempre o caminho mais facil”.Mas agora depois de ler este depoimento reacendeu em mim a vontade de tentar novamente.Pq agora sei q msm q não me conheça, sei q tem alguém q acredita em mim!!!!Obrigada Karen vc pode não acreditar mas hoje me tornei mais felizzz!!!!!!bju

  24. náira

    muito bom,sou aluna de balé clasico, e certos textos como esse nós ajuda muito. inspirador.Simplesmente adorei!!obrigado.

  25. Dariza

    Tia Ká, vc é incrível! Palavras lindas e sinceras!!! És uma mulher de coragem!!! Quero ser assim quando eu crescer rs

    Linda!!!!! Abraço

  26. Que coisa linda o seu texto do fundo da alma!!!
    Muitas realizam o sonho de fazer balé clássico depois de adultas e eu sou uma delas…
    As pessoas me perguntam: “Mas você dança desde criança né?”
    E é porque não sabem que sonhos podem sim ser realizados a vida toda…
    Só se morre quando se deixa de sonhar e só se deve deixar de sonhar quando se morre!

    Muita luz no seu caminho!
    Parabéns!
    Receba o abraço de uma mulher adulta apaixonada por ballet clássico, de Belo Horizonte.
    Giselle Renna.

Deixe uma resposta para Cássia Pires Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s