Arquivo do mês: março 2012

Minhas sapatilhas de pontas…


Acredito que não tenha nada mais dúbio do que o sentimento que a bailarina tem por sua sapatilha de ponta.

Ora é amor, ora é dor, rs literalmente.

 

Eu fiz as pazes com as minhas, e estou amando de amor vivido… e sabe por que?!

Porque eu aprendi que para ensinar é necessário ser interprete real de seus ensinamentos, não que eu não soubesse, mas estes últimos meses que tenho estado ausente do blog por estar de corpo e alma na sala de aula me clarificaram ainda mais isso.

A caminho de um grande espetáculo de ballet clássico de REPERTÓRIO mais que passos, braços, coreografias, me vi diante do grande ensinamento de um grande professor: ensinar a disciplina, o comprometimento, do bailarino clássico.

Minhas bailarinas e bailarinos são mulheres e homens com média de 35 anos de idade e 1 ano de ballet clássico. Sim a maioria começou depois dos 25 anos, ano passado… E aceitaram o desafio de dançar os grandes ballets de repertório.

Não que eu precise ensina-las a ter comprometimento: LONGE DISSO.

Acordam cedo todos os dias para trabalhar, matam leões, enfrentam transito de matar, chefe de enlouquecer, trabalho de pirar. Abrem sozinhas as portas de seus carros, pagam suas contas, enfrentam seus próprios medos. Enfrentam no peito a dureza de uma vida que não é doce, muito menos mágica ou encantada.

E aos sábados e domingos estão aqui das 8h da manhã às 21h da noite, ensaiando, suando, sangrando, baixando a cabeça para novos conhecimentos. Estão aumentando seu limiar de dor, esquecendo o que significa cansaço, respirando fundo, engolindo palavras… Esquecendo a burguesia que vivem e transformando-se em nobres princesas e príncepes.

Como falar que não se deve responder, que se deve esperar, que se deve ouvir, que se deve fazer e confiar em seu mestre, pois neste campo existe uma pessoa que olha para vc e sabe o que está dizendo.

Meu coração parte de dor quando tenho que do alto dos meus 1,52 m gritar para ficarem quietas. Para escutarem. Para pararem de gastar energia a toa. Que não fui busca-las em casa, que elas vieram aqui para realizarem o sonho delas. Choro por dentro e por fora, não há ensaio que não brotem lágrimas, porque eu TAMBÉM SOU BAILARINA. E sei o que elas estão sentindo. Eu também quero desistir às vezes, na verdade, eu QUERIA. Estes meses de INSPIRAÇÃO me fizeram querer continuar. Eu também inspiro…

Essa mulher e esse homem me acham chata, pentelha, linda, deusa, monstro, bruxa, bailarina, amorosa, grossa. Querem me matar… mas depois quando se olham no espelho e o melhor quando veem meus olhos cheios de lágrimas porque produziram arte e expressaram seus corações através dos pés esticados, dos ombros baixos dos rostos expressivos… me querem viva para aplaudi-las(los).

Quando eu disse que levava seu sonho a sério e digo, nõa apenas digo. Invisto, sofro junto, dou a cara a tapa, vou na frente enfrento pelotão de fuzilamento, AMO e LEVO A SÉRIO.

Deixo de trocar de carro para ter os melhores maestros, deixo de ter vida social qualquer para ter o mais belo corpo de baile. Não sou só eu quem o deixo… todos que aqui entram fazem escolhas divinas: ESCOLHEM  A SI MESMAS E AOS SEUS SONHOS.

Deixam maridos, filhos, família, namorado, cinema e restaurante. Investem muito dinheiro, deixam de trocar de carro de ir ao cinema de passear ou comprar roupa nova para ter a sapatilha ideal, a meia ideal… Trocam ser comum para serem BAILARINAS. Para transformarem o sonho das SAPATILHAS DE PONTAS e dos BALLET DE REPERTÓRIO realidade.

 

Estamos oficialmente há um mês do nosso espetáculo.

Sibéria no estômago porque não sei se vou conseguir entrar maquiada no palco.

OBRIGADA POR LEVAREM MEU SONHO A SÉRIO. OBRIGADA POR TANTO INVESTIMENTO.

A vocês bailarinas e bailarinos KR®, MEU REVERANCE.

 

E A VOCÊS:

 

Akemi Yamamoto
Aline Araujo Alves Martins
Ana Carolina Ferreira
Ana Claudia Wicher
Ana Paula Barizon
Anatalia Alves de Lemos
Andréa Maruyama
Anelise Rodrigues Bezerra dos Santos
Beatriz Batista Garcia
Bruna Aguiar
Bruna Basso Rodrigues
Camila Camargo Rocha
Carlos Oliveira
Carolina Brezan Shiraiva
Carolina Ferraz de Souza
Clayton Alves da Silva
Cristina Fieri Andrade Leite
Daniela Moutinho Pereira de Souza
Daniele Ordonez
Débora Trevisan da Silva
Déborah de Oliveira Trancozo
Evelize Rita da Silva Nunes
Fabio dos Santos
Gláucio Malheiro Tavares
Guilherme Awazu Ribeiro Assolan
Guilherme Ferreira Cintra de Barros
Hamilton Cruz Neves Júnior
Helen Cristina de Siqueira
Igor Luis Pagotto
Isabela Paiva Gomes Ferrante
Isabela Scarpelli Bellemo
Jacqueline Garcia Frogeri de Olinda
Jéssica Varrichio
Jiovana de Miranda Wuo
Juliana Pereira Loyola
Juliana Silva Altgauzen
Karin Tabosa Gropp
Karina Lindoni Di Giorgi
Kelly Regina Pessolato da Silva
Larissa Desiderá Santo André
Larissa Kujavo
Lilian Knobel
Luana Piva
Luciana Navarro Pimenta
Maria Beatriz Xavier da Silveira
Mariana Gomes Macieira
Mariana Marzoque de Paiva
Mariana Mayumi Hiroki
Marion Christiane Nicard des Rieux
Mateus Soares de Souza
Mércia Cristina Strong
Mifaelle Roberta Silveira
Mirella Scrivano Santos
Mônica de Fátima Gomes Oliveira
Nathalia Valencia
Nathalie Herman Lins e Silva
Paola Andrea Botero Garizabalo
Patricia Helena Tulio Farias
Paula Bambino
Paulo Arthur Bendelak Rocha
Rachel Monteiro dos Santos
Raquel Garcia Stamm
Renata Pinheiro da Costa Silva
Roberta Louise Kunzler Alves de Almeida
Sammya Silva Freitas
Sergio Bruno
Suzi Duarte Corredato
Tamirys Carlos Lima
Tayane Furuyama Watanabe
Thaís de Lima Zampirolo
Thais Granado Merino
Thais Maria Novellino Natale
Vanessa Rios dos Santos
Vanessa Kraml
Veronica Borges de Carvalho
Vivian Gonçalves Pereira
Wayne Ferreira

Com amor especial a Carlos Oliveira…

Aos meus maestros Boris Storojkov, Sérgio Bruno, Natalia Zentchenkova, meu mais profundo agradecimento por acreditarem em mim e em nossos sonhos. Inspiração é nosso primeiro passo da formação profissional de nossos sonhos… mas é um grande passo!

 

Teatro Gazeta

16 e 18 de Abril

as 21h

Vendas na bilheteria do Teatro, na internet e na secretaria da escola!

Venham!

 

 

 

15 Comentários

Arquivado em Uncategorized

DIA INTERNACIONAL DA MULHER


Antes de tudo feliz 2012!

Desculpem meu sumiço, mas hoje nossa escola conta com mais de 300 alunos e eu de verdade estou um pouco… sem tempo para escrever! rs

Em abril teremos nosso espetáculo (em breve publico informações) e estamos em ritmo total de ensaios… ou seja nõa tenho nem um único dia livre… e o tempinho que tenho to tentando fazer aqueles power sonos para tentar recuperar energia!

 

Mas hoje é o dia internacional da mulher e eu vou ser homenageada porque vocês me entregaram o sonho de vocês e eu tento com a maior seriedade e responsabilidade do mundo transforma-lo em realidade!!!

Obrigada mulherada bailarinada linda que eu amo!!!

Venham nos prestigiar, um pequeno grupo do BALLETADULTOKR® vai dançar amanhã na abertura do prêmio!!!

 

espero vc!!!

 

 

Texto que publiquei no meu face hoje:

8 de março.
Dia internacional da mulher.
“Operárias em greve são queimadas vivas ao entrarem em greve por reivindicar salário igual aos dos operários homens.”
Hoje homenageamos esse fato. Essa guerra de sexos INFUNDADA pois nasce do desrespeito, e do aproveitamento.
Eu disse uma frase hoje que teve sentido em minha vida ao encontrar ressonância: você é tratado com a seriedade com a qual trata os outros.

É difícil sermos cobradas para sermos perfeitas: mulheres, donas de casa, mães, bem sucedidas, amantes sedentas, isentas de TPM, eternamente belas, etcetcetc.
É difícil quando desejamos na verdade cumprir essa meta.

Há alguns anos eu decidi que seria eu mesma e correria atrás dos MEUS sonhos e desta maneira atrairia para perto de mim aquelas pessoas que DESEJAVAM dividir comigo quem de verdade eu era.

Teria que abrir mão de algumas possibilidades momentâneas para entender que ao desejarmos de verdade algo, outras coisas se incluem ou se excluem e que tudo tem um certo TEMPO para acontecer e que este TEMPO era o que eu tinha que compreender.

Acho que minha escolha de transformar sonhos em realidade e com SERIEDADE me mostra tudo isso diariamente.

Vou receber um dos 26º Premio Mulheres Notáveis hoje.
E para quem eu fui hoje eu me considero notável, para mim mesma e agradeço todos os dias meu pai e minha mãe. TODOS OS DIAS, seus nãos, seus sins, seus carinho e broncas. Entendo a dureza que me fizeram forte e doce.

MÃE e Pai, esse prêmio eu ofereço a vocês.

Ballet Adultokr, ele é de vocês que me fazem essa mulher aí que ta todo mundo batendo palma. Sei lá nem dancei ainda…. rs.

Obrigada.

REVERANCE.

Aguardo quem puder ir estar comigo nesta noite tão importante, onde serei homenageada!
Convites a venda com a Monica, na recepção do evento!

Obrigada Zildette Montiel!

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized