Arquivo da tag: passos de ballet

Dúvidas sobre ballet – começar mais velha, onde vai dar?!


Boa tarde!!!

Faz tanto tempo que eu não paro para escrever… me desculpem!

Esse ano foi de muita atividade para nós, por isso a falta de tempo de postar!!!

Bom, fui olhar os comentários a serem aprovados e me deparei com muitas questões semelhantes…

A maioria delas sugerem que a pessoa não leu o post apenas o título e na ansiedade já mandou o comentário…

O grande problema de posts grandes em blogs! rs

A outra parte são perguntas sugestivas, as quais já foram respondidas, ou tentarei responder aqui.

Como todos sabem esse blog é de uma escola, pioneira na especialização do ensino de ballet clássico para adultos. Ou seja, aqui nossos professores (eu e o Carlos Oliveira, e professores convidados) ministram aulas para adultos apenas. Nossa média de idade entre alunos é de 36 anos. Ou seja a mais nova tem sim 14 (e é a única da escola 😉 e a mais velha hoje tem 66 anos!

Nossa especialidade é o aluno que nunca fez ballet, ou que fez quando era criança e agora resolveu voltar… ou começar do zero!

Das 37 aulas atuais em nossa grade, 20 são destinadas ao básicos! Para nós os básicos 1 são o “Básico Essencial”, aqueles primeiros conhecimentos que farão toda a diferença, o básico 2 quando a postura já está melhor, e em seguida vem os iniciantes para os iniciados.

Não temos turmas de crianças, nem de adolescentes. E a única outra modalidade que você em nossa escola é o flamenco pela união com o Studio Ana Esmeralda, também voltado apenas para adultos.

Ah mas você acha mesmo que alguém aí será bailarino profissional?! 

Eu? Ensino com a seriedade que é ensina em escolas de qualidade. Mesmo que nosso objetivo aqui seja entretenimento de qualidade e arte de verdade. As grandes cias tem idade limite máxima para admitir seus funcionários. E então começar mais velho tira de você a data limite para entrar nessas cias! 

E outra, quando alguém coloca sua filha no ballet dificilmente está almejando que aquela garitinha de 10 anos tenha que decidir a vida dela naquele momento para se tornar uma bailarina clássica profissional! Vc quer que ela se divirta, aprenda, se desenvolva tecnica e corporalmente dentro de uma arte. Ou seja porque perguntar onde vc irá chegar no ballet, se ao entrar em um curso de violão, tango, artes plástica você não se questiona se se tornará um grande artista profissional nisto ou naquilo.

Mas você está dizendo que dá para se divertir e fazer ballet? Claro!

O ballet é uma arte que se complementa como atividade física de alto gasto calórico!

Nós aqui no BalletAdultoKR desenvolvemos nossas aulas pensando no aluno adulto, que tem muitas vezes dificuldade de frequentar mais que 1 ou 2 vezes na semana as aulas, que tem dificuldade de fazer qualquer outro exercício físico… Ou seja tudo o que fazemos e estudamos é pensado para melhorar seu desempenho na arte e na atividade física.

Então aqui o máximo que podemos dizer da pergunta “onde vai dar”, ou seremos “profissionais?!” é… vc poderá dançar conosco em nossas apresentações… em festivais para experimentar palco e porque gostamos dos aplausos… mas se você não quiser é num corpo que ganhará um repertorio postural e cultural diferente, num sorriso de superação a cada aula… enfim… você vai chegar a ser diferente do que foi quando entrou. Sem magia, nem lendas, o ballet é para todos.

(isso vai dar o que falar!)

Bom, a outra pergunta muito frenquente vem de meninas de 12 e 14 anos perguntando se é tarde para elas começarem o ballet para serem bailarinas profissionais, e no maioria dos casos de garotas que moram em lugares que não oferecem cursos de formação…

Minha resposta é a mesma sempre: não tem como se tornar médico sem passar por todas as etapas e se graduar na faculdade de medicina, nas pós exigidas pela profissão e então ir em busca de seu trabalho remunerado. O ballet é como toda outra profissão, mas no Brasil um pouco diferente porque o campo de trabalho oferecido é menor! Tanto para bailarinas e bailarinos, como para professores, coreógrafos, ensaiadores…

Então não vale a pena sonhar? Sonhar é sempre combustível para caminharmos em direção de realizar nossos sonhos. Mas ficar sonhando sem se mexer, desculpem, não leva ninguém a lugar algum, certo?

Outra pergunta bem frequente é: tenho 12 anos, poderei abrir “espacate” algum dia?!

Bom, independente da idade, com treino frequente a anatomia de nosso corpo permite a “escala”de 180 graus frontal. Mas tem que treinar sempre, não desistir, não ter medo de sentir dor e principalmente de suporta-la no momento do alongamento.

No ballet nada é fácil e para tudo temos que suar muito até mesmo para aqueles que tem o físico aparentemente pronto. Porque no ballet nada está pronto nunca e sempre precisamos suar, trabalhar, fazer força, suar, trabalhar, fazer força…. rsrsrsrs

 

Então… o que deixo desta minha entrada rápida é: sim o ballet é para todos. Não, nõa serão todos que serão bailarinos profissionais, mesmo começando pequenino (a), e quer chegar a algum lugar (e isto serve para a vida): trabalhe muito. Sue. Se dedique. Quando achar que tá bom, vá além. Quando estiver exausta, trabalhe mais. Essa diferença entre o exausto e continuar farão diferença no alcance de seus objetivos!!!

 

Um beijo grande e até mais pessoal!!!

 

Karen Ribeiro

Imagem

Nesta foto, eu e meus bailarinos lindos e adultos a maioria iniciantes!!! ❤

ë mais fácil dizer que não dá, porque para dar certo tem que trabalhar muito e suar muito!!! E eu? Eu sou do time dos que trabalham!!!

Beijo grande e um Natal muito iluminado, cheio de boa energia!!!

 

6 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Passos de Ballet Clássico para Adultos.


Hum?!

Tem passos específicos?!

rsrsrsrsrs não… e sim…

Os passos aos quais eu me refiro são esses:

Aquecimento

1. Coragem.

Coragem que se tem de enfrentar a cara torta das pessoas quando você diz que precisa sair mais cedo ou chegar um pouco mais tarde no trabalho, ou simplesmente sair no horário porque vai fazer ballet.

Coragem de enfrentar seus próprios preconceitos na frente do espelho e encarar que aquela menina de 15 está só no coração e não mais na cintura, coxa, costas, braças…

Coragem para se permitir aprender e ter a humildade de entrar numa sala de aula sem nada, sendo apenas você e sua essência.

 

2. Força de vontade.

Serão inúmeros os percalços. Vai aparecer muita outra coisa para fazer quando os maiores desafios lhe forem propostos.

Mas você tem que proporcionar esse tempo real e o tempo emocional. Porque… porque sonhar é fácil, todo mundo sonha, mas transformar sonho em realidade… ah, aí sim é preciso força de vontade.

Barra

3. Perseverança.

O Ballet não é fácil. E é MUITO diferente de tudo que estamos (nós adultos) acostumados a fazer diariamente.

É outro encaixe, é uma força inexplicável porém que não é a força que estamos acostumados a fazer.

É crescer diariamente (e literalmente). Não pode fazer nada para baixo.

A gente empurra o chão para fazer a coxa alongar, sobe o estômago para as pernas poderem ter espaço para se movimentar de forma esticada e firme. E então poder começar a sair e dançar….

4. Dedicação.

Acertar uma vez no ballet é a mesma coisa que nada é preciso se reinventar todo dia mudar o físico todo dia, porque acertar uma vez pode ter sido “sorte”, porém no ballet a excelencia deve ser algo diário e comum. Vc tem que procurar ser o seu melhor todo dia.

E ser esse melhor é se permitir errar para poder aprender o certo.

É se permitir se ver torta até se acertar… e continuar treinando para a cada dia estar mais linda e menos torta, rsrsrsrs.

Não adianta ter um deadline curto e se dedicar pouco. Quanto mais melhor. Então uma vez na semana nem adianta… NÃOOOOOO CLARO QUE ADIANTAAAAAAAAA, concorda que é melhor que nenhuma??????

4. Vida

Leve para sua vida os conhecimentos que adquire no ballet.

Vc vai deixar de ser um ser humano comum que anda em en dedans. O bailarino anda e para em en dehors… tem braços mais leves, feições mais delicadas, mesmo sendo um ogro ou uma fiona!

Não ha treino no ballet que se restrinja a sala de aula. BALLET É ESTILO DE VIDA.

Centro e diagonais

5. Avance.

Não fique parada. Avance cada dia mais. Não tema perguntar, tirar suas dúvidas. Porque é difícil a arte da coordenação motora geral do ballet.

É necessário dissociar todas as partes do corpo e associa-las de forma diferente. Mas É POSSÍVEL. Avançando de pouquinho em pouquinho.

Erre diferente a cada dia!

6. Escute.

Muitas vezes a gente não escuta o que nosso professor está dizendo. E é sério, sou professora e também sou aluna sei de ambos os lados o que estou dizendo.

Se seu professor estiver falando com vc escute-o e faça exatamente o que ele está te sugerindo… ele não é professor a toa (ou se for vc pode muito bem buscar outro)… AS vezes é necessário refazer um pé no chão para que o maior saia… O ballet é a arte do mínimo! Faça as menores coisas muito bem feitas é isso que ele vai te dizer! ❤ E então as grandes coisas acontecem! ❤

CODA

Repita repita repita. Arrume-se, permita-se, dance. Faça a aula sorrindo. Ouça a música. Sinta os movimentos. O ballet é uma arte e uma arte musical. E transforme o mínimo que souber fazer nisso, nessa arte. ❤ E dance!

E lembre-se: calcanhar para frente, sempre. Sempre. E pese seu calcanhar para que as finalizações sejam limpas e belas.  O final é o que o público leva. Mesmo que esse público seja você refletido no espelho da sala de aula!

Me escreva suas dúvidas sobre como fazer algum passo e eu dentro do possível te ajudarei! O que acha?!

E aqui em baixo um depoimento de como tudo isso começou! ❤

42 Comentários

Arquivado em Uncategorized

“Será que ainda da tempo?!” – dúvidas e mais dúvidas!!!


Todos os dias eu recebo um e-mail ou um telefonema, ou ainda uma pergunta direta na conversa com meus alunos(as) que contem a frase: “será que ainda dá tempo?” “será que vou conseguir?” “será?!”…

Marília Costa - na coreografia "Sonhe" - Espetáculo "Sonhos" do BalletAdultoKR® 2010 - Teatro Gazeta

Daí me recorre que essa pergunta quando relacionada ao ballet ela é retórica em relação a um certo “TEMPO PERDIDO”. Como se a possibilidade de realizar um sonho o “sonho de ser bailarina” se remetesse a outros “tempos perdidos”: será que dá para eu beijar quem eu deixei de beijar? abraçar quem eu deixei de abraçar? me desculpar a quem deveria ter me desculpado, ligar para quem eu deveria ter ligado, falar o que deveria ter dito, calar-me quando falei?!…

A realização do sonho de ser bailarina clássica, ou mesmo a possibildiade desta realização é envolta de uma grande carga emocional, de possibilidades que passam a ser reais e antes eram imaginárias ou mesmo nem imaginadas. E isso tem uma repercussão muito grande dentro (coração e cabeça) de todos nós.

Vira e mexe EU me olho no espelho de minha sala de aula e vislumbro meu corpo, e pergunto-me também: será que vou conseguir?! Esse espelho cruel da sala de aula: que me mostra meus quilos a mais, minha idade a mais, meu tamanho de menos, minhas coxas de mais… Esse espelho é tão verdadeiro que ao dançar eu prefiro o espelho interno, o espelho da minha alma, aquele no qual eu me enxergo como eu me projeto, e por isso a pergunta “será” deixa de ter sentido e eu acredito cada vez mais que sim é possível, é possível e sim, dá tempo.

Mas depois eu recebo essa pergunta de novo, no fim do dia, na ultima aula: “Tia você acha mesmo que dá tempo? que eu vou conseguir?!” – e por trás da pergunta olhinhos brilhantes de possibilidades que ao entrar na sala de aula vestida de bailarina passaram a ser reais, e as dúvidas que antes eram tão distantes passam a ter gostinho de conquista.

EU como professora vejo progresso em meus alunos DIARIAMENTE. Aulas pesadas de construção, que muitas vezes nõa chegam ao centro ou às diagonais por precisar aprender de fato, limpar de fato… Mas que aos poucos vai delineando o caminho motor da musculatura e dia após dia vai delineando movimentos dançantes nos braços, nos pés, nas pernas…

“Tia, eu não consigo” – afirmação vinda com olhos marejados diante um passo dificil para a primeira execussão, ou diante de vários dias tentando e não saindo como desejava (a sindrome da perfeição absoluta!!!!), e a gente faz junto e a possibilidade do conseguir se abre e junto com isso um sorriso emocionado se abre timidamente.

Ballet é arte envolto de movimento e musica. Movimentos precisos que precisam ser delineados em coordenaçõa motora, força muscular, direcionamento nervoso, composição mecânica, e junto com tudo isso estar extraindo de cada poro do nosso corpo as notas musicais, as expressões…

Meus alunos de nível básico (1 e 2 ano vaganova) já começaram esta semana o estudo das cabeças e braços juntos com os movimentos de barra. É incrível o que já se fazia com facilidade tornar-se tão complicado ao colocarmos uma cabeça acompanhando ou um braço…

Será que eu consigo?! Eu como professora estou na sala de aula para te ensinar o caminho. E EU ACREDITO EM VOCÊ. E sei que consegue! Afinal ter uma escola de ballet clássico para adultos com mais de 1 centena de alunos (!) pode responder essa pergunta né?!

Mas eu tenho coxas grossas… EU TAMBÉM. Eu estou acima do peso… OK, A GENTE PODE MUDAR ESSA SITUAÇÃO E TRABALHAR SUA MUSCULATURA PARA A DANÇAR SER POSSÍVEL!

VAI DEMORAR MUITO??? O tempo é uma questão altamente relativa… e dela advém o será que ainda dá tempo…

já ouvi pessoas dizendo que sou apressada ao mudar meus alunos de grau e colocar pontas. Minhas aulas são construtivas, e estudadas e meu legado de ser terapeuta com minhas especializações me permite um conhecimento e um olhar para o corpo do meu aluno que possibilita alguns apontamentos únicos.

Alunos estudiosos e assíduos, até de 2x semana chegam a colocar pontas SIM EM 3 MESES. Mas é de cada aluno. E colocar pontas significa treinar nas pontas, aprender a subir e a manter o calcanhar alto dos trabalhos de meia ponta altíssima desenvolvidos na sala de aula. Colocar as sapatilhas de pontas não significa virar da noite para o dia uma Makarova!!! Mas possibilita delinear os caminhos de minhas alunas… que apontado pelo professor começa a seguir o curso que elas próprias vão trilhando… e isso é lindo!

Daí esse vai “demorar muito” deve ser direcionado de fato: vai demorar muito para que?! As vezes um minuto de espera por aquela ligação é uma eternidade, e um ano ensaiando para um espetáculo de fim de ano passa tão rápido!!!

Eu posso dizer:

1. Tia Ká (professora) = ballet é aprendizado diário, estilo de vida. É necessário treino, muito treino. É necessário levar para o dia a dia a postura aprendida, andar com o umbigo na garganta, as escápulas encaixadas e os intercostais sustentados… você passa a treinar escovando os dentes, esperando o ônibus, o Metrô, no cabelereiro, arrumando a casa e até mesmo no trabalho (quem nõa curte as cabeças do ballet no dia a dia heim?! – rs)… Vai demorar O SEU TEMPO. E dá tempo?! Claro que dá, mas é PRECISO COMEÇAR AGORA. A GENTE GANHA 1mm de alongamento por dia… no final de um ou dois meses já vou ter descido 2/3cm – agora se eu não treinar vou continuar nõa conseguindo!

2. Karen Ribeiro (bailarina) = Vai conseguir sim!!! Eu também fico em dúvida e tem dias que ta tão difícil dar à minha maestra o que ela pede, que aquele suspiro de meu Pai, porque escolhi voltar a fazer isso, rs, me domina, mas é subitamente substituído pelo olhar  dela: vai, vai que vc consegue, não tenha medo… Eu me emociono de lembrar e sei que é este mesmo olhar que quando entro na sala de aula como professora eu dirijo aos meus alunos!!! ENTÃO: VAI CONSEGUIR, mas é preciso treinar! Sempre!!!

Então gente, dá tempo sim, mas páre de perder tempo!!! Venha começar logoooo!

Tem 16 anos e quer ser bailarina profissional?! TEM MUUUITO CAMINHO PELA FRENTE E MUITA DEDICAÇÃO, corre vai fazer aula!!! 18?! Vamos correr e fazer aulas!!!

Já se passaram 30 anos?! Melhor que 40! Ah… mas já se passaram 40, vamos antes dos 50!!! Mas eu tenho 50, entõa venha antes dos 60 e assim por diante! OU VOCÊ FAZ AGORA E COMEÇA A REALIZAR SEU SONHO, OU VAI SE LAMENTAR NÕA TER TIDO A CORAGEM DE TER TENTADO REALIZA-LO E VER QUAL É A RESPOSTA DA SUA PERGUNTA. Pois eu respondo da minha experiencia de vida, mas ia ser bem legal que você respondesse diante da sua experiencia de vida!!

Lanço aqui a oportunidade de minhas alunas e ou outras bailarinas adultas responderem essa questão! o que acham?! Postem em comentários neste post a resposta de vocês às perguntas:

1. Será que dá tempo?!

2. Mas vai demorar muito?!

3. Eu tenho coxas grossas, será que eu consigo?!

4. Eu sou muito alta e magra demais… consigo?!

5. EU to acima do peso e sou muito baixinha… será?!

 

Lançado o complemento, digam vocês bailarinas adultas: será que consegue?!

beijos iluminados a todos,

 

Tia Ká!!

 

 

Corpo de baile do BalletAdultoKR® na coreografia "Sonhe" - do espetáculo SONHOS 2010 - mulheres de 20 a 40 anos que responderam às perguntas acima da melhor forma: EXPERIMENTANDO!

90 Comentários

Arquivado em A DANÇA: BALLET CLÁSSICO SEMPRE!, aulas de ballet clássico, bailarina, ballet, ballet adulto, ballet adulto iniciante, ballet clássico adulto, blog de ballet, Cartas a uma jovem e adulta bailarina!, Diário de uma professora de BALLET CLÁSSICO PARA ADULTOS..., Histórias de vida de bailarinas adultas e reais!, Sobre dúvidas em passos e limpeza de movimentos.